administrar

Iniciaremos nosso post com a seguinte pergunta: O que é administrar?

Como resultado dos vários paradigmas que nortearam os estudos da administração, várias são as maneiras como ela foi e é percebida.

Apenas como um estímulo a possíveis discussões vale a questão: a administração poderia ser definida como uma ciência, como uma técnica ou como uma arte?

Com o propósito de enriquecer nossa visão, apresentamos, a seguir, algumas dessas definições:

“Administrar é resolver problemas”

Sim, essa é uma das definições mais diretas do que seja administrar: é resolver problemas!

Uma vez exercendo sua profissão, o administrador sempre estará às voltas com problemas e buscando as suas soluções. Isso é sinônimo de tomar decisões.

Em outras palavras, ele precisa desenvolver ao extremo a sua capacidade de tomar decisões, pois esta é a habilidade mais exigida de um administrador.

E para que você tenha sucesso, isto é, para que suas decisões sejam adequadas ao momento em que estiver atuando, você precisa estar bastante atento e com a mente aberta.

Ao longo de toda a história humana, todos aqueles que tiveram responsabilidades em suas organizações precisaram decidir sobre o que e sobre como fazer coisas.

“Administrar é fazer as coisas através das pessoas”

O administrador, na verdade, não executa as tarefas para conseguir o que a organização espera dele: quem faz isso é a sua equipe.

Se agir assim, será um executor, e não um Gerente!

Dessa forma, cabe ao administrador conduzir sua equipe, da melhor maneira possível, para que este consiga os resultados que precisam ser atingidos.

Em outras palavras, este é o “problema” básico do administrador: definir bem os objetivos (o que), a maneira de realizá-los (como) e energizar a sua equipe para isso.

O verdadeiro administrador não faz, mas potencializa sua equipe para fazer (esta é a tradução do conceito de empowerment, ou energização, vital para o gerenciamento de pessoas).

Esta é a principal tarefa do processo de direção, mas que, também, na verdade, é a aplicação de todo o processo administrativo.

“Administrar é ser eficaz com a maior eficiência possível”

Pode-se entender que toda a organização, por meio de processos executados por suas pessoas, sempre produz alguma coisa: ou algum bem, ou serviço ou uma comunicação dos dois.

Para tanto, seus objetivos (o que, ou aquilo que decidiu fazer) devem estar bem claramente definidos. Esses objetivos, bem como o seu atingimento, têm a ver com a eficácia organizacional.

Outro grande problema administrativo é estabelecer a maneira a ser utilizada para conseguir essa eficácia, o como. Esta questão trata da eficiência.

Administrar é saber combinar adequadamente esses dois conceitos.

Portanto, não basta apenas ser eficaz, mas também ter a maior eficiência possível.

Stoner e Freeman assim definem o desempenho do administrador e da organização:

“Para uma organização ser bem sucedida em alcançar seus objetivos, satisfazer suas responsabilidades sociais, ou ambas as coisas, ela depende dos administradores. Se os administradores fazem bem seu trabalho, a organização provavelmente atingirá suas metas. E se as grandes organizações de uma nação realizam seus objetivos, a nação como um todo irá prosperar.”

Assim, para esses autores, o “Desempenho do administrador é a medida de quão eficiente e eficaz é o administrador, e da competência com que ele determina e alcança os objetivos apropriados.”

Para que entendamos essa definição, afirmam que:

A eficiência – a capacidade de fazer certo as coisas – é um conceito de “insumo-produto”. Um administrador eficiente é aquele que obtém produtos, ou resultados, à altura dos insumos (trabalho, materiais e tempo) usados para alcançá-los.

Os administradores que conseguem minimizar o custo dos recursos necessários para se alcançar os objetivos estão agindo com eficiência.

A eficácia, em contraste, implica escolher os objetivos certos. Um administrador que seleciona um objetivo inadequado – digamos, produzindo carros grandes quando cresce a demanda por carros pequenos – é um administrador ineficaz, mesmo que os carros grandes sejam produzidos com o máximo de eficiência.

Nenhuma quantidade de eficiência pode substituir a falta de eficácia. Na verdade, diz Drucker, a eficácia é a chave para o sucesso da organização.

Assim, antes de podermos focalizar a eficiência, precisamos descobrir quais são as coisas certas a fazer.

“Administrar é realizar o Processo Administrativo”

Realizar o processo administrativo e administrar são sinônimos, pois é isso que o administrador deve fazer, em essência.

Existem diferentes verbos, utilizados por autores diversos, que representam esses componentes do processo administrativo.

Por exemplo, Chiavenato (2003), Griffin (2007) e Hampton (1992), entre outros, consideram o processo administrativo como sendo composto pelas seguintes funções: planejar, organizar, dirigir e controlar.

Um outra forma de definir o processo administrativo é através dos substantivos (e não dos verbos): “É a interação das funções planejamento, organização, direção e controle”.

Para Stoner e Freeman, administrar é o:

“…processo de planejar, organizar, liderar e controlar o trabalho dos membros da organização, e de usar todos os recursos disponíveis da organização para alcançar seus objetivos estabelecidos.”

Essas quatro definições, que acabamos de discutir:

  • “Administrar é resolver problemas”
  • “Administrar é fazer as coisas através das pessoas”
  • “Administrar é ser eficaz com a maior eficiência possível”
  • “Administrar é realiza o processo administrativo”

Permitem-nos concluir a grande riqueza conceitual que envolve os vários aspectos da administração.

Post Author: ISO + FÁCIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também...

Cargo

Conceito de Cargo

Conceituamos cargo como todas as atividades desempenhadas por uma pessoa

Motivacao

Motivação

Motivação pode ser definida como o impulso que cada indivíduo

Organizacao

O Que é Organização?

O conceito fundamental para a administração é o de organização,